Micro Sistemas 64

Simuladores de Vôo

Artigo Original: Délio Santos Lima, Digitação: Wilson Pilon

A simulação em computadores e micros é um assunto tão vasto quanto o próprio mundo real que ela se propõe a retratar, que abordamos o tema em artigo a parte. Aqui nos limitamos a analisar os principais simuladores de vôo disponíveis no mercado externo e interno.

ms 64 simulador1

Para facilitar o entendimento desta análise e uso dos próprios programas, sugerimos a leitura de um manual de teoria e técnicas de vôo de verdade, encontráveis nos aeroclubes.

Dentre todos os programas aqui vistos, não se pode dizer que este ou aquele é ruim. Todos os esolhidos são bons, neste ou naquele particular. Cada qual tem seu mérito, dependendo dos propósitos que se tem em mente, pois alguns são simples jogos e outros simuladores de vôo quase de fato, com quase todas as características, instrumentos e reações de um avião ou simulador de vôo de verdade, suficientemente complexos para embananar até experientes pilotos.

Um simulador de vôo é internamente uma reprodução fiel da cabine (cockpit) de um determinado avião. Em suas janelas externas estão monitores de vídeo controlados por computador, que vão reproduzir a paisagem. Do lado de fora, aparenta ser uma caixa suspensa por braços mecânicos, amortecedores, fios, cabos, mangueiras, etc..

O efeito obtido nestas máquinas é tão próximo da realidade de um vôo que a FAA (Federal American Aviation), dos Estados Unidos da América, e o DAC (Departamente de Aviação Civil), do Brasil, aceitam horas de vôo em simuladores nos currículos dos pilotos.

Os simuladores de vôo (de verdade) utilizam-se de grandes computadores e são capazes de, a partir de um cockpit, simular todas as condições de um vôo real, inclusive pousos, decolagens e panes com os sons, vibrações, efeitos visuais e sensações de movimentos físicos de um vôo real. As vezes custam mais caro que o próprio avião que simulam, mas oferecem duas grandes vantagens: baixo custo operacional e segurança absoluta de simular as mais diversas situações de emergência e panes.

A simulação de vôo nos micros, evidentemente, não pode incluir todos os recursos de um simulador real, mas aproxima-se muito da realidade, principalmente quanto aos instrumentos de vôo, efeitos e consequências dos comandos e a navegação. O que não oferece mesmo são os movimentos de um avião. Os efeitos visuais e sonoros ficam também limitados à capacidade dos micros deixando algo a desejar.

Nesse comentário, é claro que exigimos um pouco do realismo dos programas, que talvez um não piloto não faça conta. Talvez tenha sido porque o nosso simulador estava instalado bem embaixo da reta final de um importante aeroporto e, por hábito, sempre controlamos o trânsito aéreo local pelo ruído dos aeromotores que passam. De um modo geral, os programas não exploram todos os recursos sonoros dos micros, com raras exceções. Não queremos com isso desencorajá-lo a encarar um vôo no seu micro, muito pelo contrário. Só para você ter uma ideia, se gastarmos umas 30 horas na elaboração destes textos, nos distraímos em mais de outras 100 voando nos diferentes aviões e micros citados.

(OT) Só MSX nesta digitação.

MSX - Boeing 737 - Simulador de Vôo

  • Produtor: Gradiente Eletrônica S/A.
  • Apresentação: Em cassete profissional, em estojo-livro.
  • Manual: Livreto 10x16cm com 35 páginas em português, impresso a cores com ótima apresentação, contendo introdução, características da aeronave, descrição dos comandos, instrumentos e indicadores de vôo, procedimentos práticos de vôo, glossário, etc..

Pela imperfeição de alguns termos técnicos, vê-se que é uma tradução, o que não chega a prejudicar a boa qualidade do material.

ms64 0008

O programa inicia em um menu para você alterar uma série de parâmetros de vôo, como velocidade de estol, vôo noturno ou diurno, lay-out do aeroporto, além de um submenu para ajuste da velocidade e direção dos ventos de superfície e a 200 pés. Você poderá ainda escolher para iniciar na decolagem, na aproximação para o pouso ou não.

ms64 0009

O painel com os instrumentos, na parte inferior, e, a vista externa, é visto na imagem abaixo

ms64 0012

Este simulador possui um bom número de instrumentos, condensados na parte inferior do vídeo, não ocupando muito espaço da tela por serem digitais, mas insuficientes para um completo 737.

Como a ideia de simulador é representar um sistema real, você precisará de noções de vôo e alguma prática para voar este Boeing. Mas, como dizem os veteranos comandantes: estes Boeings voam sozinhos. O seu 737 também está equipado com um moderno ILS (Instrument Landing System), além dos habituais indicadores sonoros e luminosos de advertência de estol e altura, que facilitam o vôo e são típicos de aeronaves deste porte.

Uma das grandes particulariedades deste programa é permitir a alteração da velocidade de estol, além de alterar o layout do aeroporto. Alterando a velocidade de estol, você poderá praticamente simular um outro tipo de avião, mais fácil de operar, ideal para os seus primeiros vôos.

Este programa considera um razoável número de fatores que afetam um vôo, procurando dar um bom realismo, mas, com todo o respeito ao elevado nível do programa, é muito avião para pouco micro.

F-16

  • Reprodução: Micromaq
  • Apresentação: em cassete semiprofissional
  • Manual: não disponível durante a análise.

ms64 0013

Quando carregado, pergunta se é para uma ou duas máquinas e permite selecionar até dez níveis. Para cada nível a mais aparece mais um caça F-16 na tela.

ms64 0010

Este programa é tipicamente um jogo e não um simulador de vôo. O painel de instrumentos é bem rudimentar para um avião, se bem que é a cores, com boa resolução e vários indicadores luminosos, etc.. Uma das telas é vista abaixo.

ms64 0011

 

Bonus: S-737 Simulador Planecon

ms64 0006 ms64 0007

Manual: AdrianPage

Conclusão

Nosso objetivo não foi oferecer a mais completa análise sobre este ou aquele programa, se bem que cada um foi considerado separadamente. Quisemos com isto dar uma visão geral dos diversos programas existentes, oferecendo dados para que você possa optar entre um simulador de fato ou um simples jogo com características de videogame.